Networking para advogados: saiba como fazer de maneira correta - Conecta Advogado

Networking para advogados: saiba como fazer de maneira correta

Ter uma boa rede de contatos é primordial para o sucesso na advocacia, e essa conexão deve ir além do universo jurídico.

Por esse motivo, o networking diversificado visa atrair mais clientes para o escritório, que, na maioria das vezes, são pessoas externas ao meio jurídico. Para ampliar a rede de contatos, continue lendo este artigo e conheça as melhores estratégias de networking para advogados.

1. Utilize o LinkedIn e outras redes sociais

O perfil no LinkedIn é realmente necessário, já que, cada vez mais, essa rede de informações profissionais possibilita contratações, contatos, referências e outros tipos de networking essenciais para o êxito profissional na atualidade.

O perfil consiste, resumidamente, no preenchimento das informações sobre as principais áreas de atuação, formação e experiência profissional. A partir de então, o advogado pode e consegue se relacionar com profissionais não apenas do Brasil, mas também do exterior.

Além disso, também é possível utilizar sua própria rede social (Facebook, Twitter etc.) como cartão de visita para a captação de novas demandas em seu escritório de advocacia. Nesse contexto, vale a pena o compartilhamento de informações relevantes para clientes em potencial, de atualizações legislativas e jurisprudenciais, bem como de outras novidades em sua área de atuação. Desde que se mantenham os valores e padrões de tradição e respeitabilidade da profissão, isso acontece dentro da legalidade e da ética profissional.

2. Seja atencioso e cordial

Desde o primeiro contato, independentemente do contexto, o advogado deve procurar agir com o máximo de cordialidade e respeito às pessoas. Essas impressões têm muita repercussão na reputação do profissional e podem trazer novas indicações de clientes para o escritório.

Por outro lado, advogados grosseiros e distraídos acabam sendo preteridos quando se tratar de indicações de clientes para outras pessoas.

3. Tenha sempre um cartão de visitas

A troca de cartões é tradicional e bastante utilizada, principalmente na advocacia. Ela permite que os contatos lembrem-se do advogado bastante tempo após o encontro.

O profissional precisa ter sempre disponível o cartão de visita, que deve ser simples, objetivo, com a indicação dos principais meios de contato e uma identidade visual que corresponda ao seu escritório.

4. Aposte em um site

Sites pessoais e profissionais são uma boa maneira de divulgar contatos, principais áreas de atuação e demais serviços oferecidos. Alguns profissionais, inclusive, mantêm um blog com postagens e informações relevantes para seus clientes, como forma de atrair sua atenção e estabelecer autoridade sobre o tema.

Ainda que se tenha um site pessoal ou do escritório, é importante também escrever para sites que são referência no contexto jurídico nacional, como Conjur e Jota. Por meio desses canais, diversos relacionamentos profissionais são estabelecidos. Além disso, você reforça seu respaldo sobre a matéria no cenário nacional.

O tráfego de informações na internet gera ótimas possibilidades de contato e contratação dos serviços advocatícios para propositura de novas ações, o que rende reconhecimento, confiança e indicações por parte dos clientes e leitores do site.

5. Compareça a eventos

Essa ainda é uma das principais estratégias de networking para a área da advocacia, já que o contato presencial e as conversas entre um painel e outro são imprescindíveis para estabelecer primeiras boas impressões.

Congressos jurídicos, jantares de negócios, lançamentos imobiliários, cursos de atualização e situações típicas proporcionarão novas oportunidades de trabalho.

6. Mantenha contatos antigos

Outra questão que merece atenção por parte do advogado é a necessidade de manter atualizada sua rede de contatos.

Para tanto, pode-se utilizar o envio de e-mails ocasionais que contenham dicas, informações, referências e outros tópicos que façam sentido para cada pessoa.

O contato com outro colega de profissão, que atua em área diversa, por exemplo, pode ser para indicar clientes e também receber novas indicações, o que pode ser ser uma boa estratégia para estabelecer uma relação de confiança e parceria no meio profissional.

A prática destas dicas de networking para advogados pode render muitas demandas e novas indicações de clientes. Siga-nos no Facebook, InstagramYouTube para acompanhar e conhecer melhor nosso conteúdo especial para profissionais da área jurídica.


Deixe um comentário